Monthly Archives: Fevereiro 2014

Esculturas de Santos são agradáveis a Deus

Capturar

Biblicamente, Deus não proíbe esculturas de santos. Vamos entender o que Deus proíbe. Ex 20,3”Não terás outros DEUSES diante de mim” se refere a deuses (ídolos-pesel- “פֶסֶל֙ ). Ex 20,4: “Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra” (Bíblia Almeida). Obs.: Ídolos (êidolon) não tem nada a ver com imagens de santos (eikon).

Segundo as Escrituras quando alguém difama os santos do céu os chamando de ídolos é a própria besta que profere estas palavras.

Ao confundir os santos com ídolos você estará difamando os que moram no céu, pois A PALAVRA DIZ QUE A BESTA DIFAMARÁ OS SANTOS DO CÉU. Ap 13,6: “Ela abriu a boca para blasfemar contra Deus e amaldiçoar o seu nome e o seu tabernáculo, os que habitam nos céus”.  A PALAVRA DIZ QUE OS FALSOS MESTRES DIFAMARÃO OS SANTOS DO CÉU. 2Pd 2,10: “Especialmente os que seguem os desejos impuros da carne e desprezam a autoridade. Insolentes e arrogantes, tais homens não têm medo de difamar os seres celestiais;”. Jd 1,8: “Da mesma forma, estes sonhadores contaminam o próprio corpo rejeitam as autoridades e difamam os seres celestiais”.

A Bíblia nenhuma vez diz que os santos quando morrem se tornam ídolos. A PALAVRA DIZ QUE OS SANTOS QUANDO MORREM SÃO COMO ANJOS NO CÉU (Mt 22,30), especialmente os celibatários (Lc 20,34-36). E DEUS MANDA FAZER IMAGENS DE ANJOS (Ex 25,18). No Velho Testamento mostra que Josué se prostra diante de uma imagem (Js 7,6). O evangelho condena imagens de homens corruptíveis (Rm 1,23), mas os santos que seguem Jesus não são gerados em semente corruptível, E SIM REGENERADOS EM SEMENTE INCORRUPTÍVEL PELA GRAÇA DE DEUS, como explica São Pedro em 1Pe 1,23.

“IMAGEM DE ESCULTURA” não tem nada a ver com “ÍDOLO”; e “PROSTRAR-SE” não tem nada a ver com “ADORAR”. Além de Josué várias pessoas se prostram sem estar adorando. Moisés prostra-se diante do sogro (Ex18:7) , Deus diz que nações se prostrarão diante de Abraão (Gn 27,29) e Betsabéia prostra-se diante de Davi (1Rs 1,16-22). Ajoelhar-se não é idolatrar, é um sinal de respeito. E além das imagens dos anjos Deus manda fazer mais imagens como em Nm 21:8 e ainda relata que o palácio de Salomão era repleto de imagens (1Rs 6:23-29).

Muitas bíblias novas foram adulteradas pelos tradutores, alguns mudaram as passagens de Isaías 44: 9-10 e de 44:15-17 adicionando o termo imagem de escultura e tirando o termo “pesel”(ídolo) do original. O tradutor Almeida ainda adulterou a Bíblia adicionando o termo “procissão” em Isaías 45,20 que não existe no original nem nas Bíblias protestantes de outros países como “The new american standart bible”, “The king james version (authorized)”, “Spanish RV”, “Sociedade Bíblica Britânica”. Essa adulteração foi proposital, pois esse termo não existe nem na Bíblia judaica (the complete jewish bible – tenach). Deus jamais seria contra procissões, pois “PROCISSÃO” significa marcha para Deus. A procissão é um costume bíblico (Js 3,3; Nm 10,33-36; 2Cr 5,2), até o rei Davi participou de procissões (1Cr 15,25-29). As procissões eram idênticas às nossas: 1Co 15,15: “E os filhos de Levi, como o tinha ordenado Moisés, segundo a palavra do Senhor, LEVARAM A ARCA AOS OMBROS, POR MEIO DE VARAIS”.

O evangelho não cita imagens de escultura como idolatria. IDOLATRIA É APEGO AO DINHEIRO. Cl 3,5: “Especialmente a ganância, que é uma idolatria”. Ef 5,5: “O ganancioso que é idólatra”. A idolatria no evangelho é repreendida por Jesus quanto à adoração ao deus do ouro e da prata (Mamom), pois não se pode servir a dois senhores (Mt 6,24). Ou se serve ao deus do ouro e da prata, ou a Jesus, o pobre nazareno que não tinha nem onde reclinar a cabeça (Mt 8,20).

Curiosamente em Atos aparecem pessoas diante de uma imagem de escultura, mas a adoração era direcionada ao Deus altíssimo. At 17,23: “Pois entrando pela cidade, observei cuidadosamente SEUS OBJETOS DE CULTO e encontrei até um altar com esta inscrição: AO DEUS DESCONHECIDO. Ora, o que vocês adoram, apesar de não conhecerem, eu lhes anuncio”. Paulo mesmo os vendo diante da imagem sabia que a adoração não se dirigia à imagem, mas a Deus. OBS: o termo usado em Atos 17,23 não é santuário nem templo como mostram algumas traduções novas, mas vem da palavra “αντικειμένων – antekimenon” do grego que significa “objetos”.

Os Cristãos tem total direito de ver uma imagem de Jesus e se emocionarem ao memorizar o sacrifício do Calvário ou ver uma imagem de Nossa Senhora e refletir sobre o nascimento de Cristo e da obediência dela.

1Co 10,31: “Portanto, quer comais quer bebais ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus”.

Se imagens não fossem permitidas os profetas não as fariam dentro e fora do templo.

“Dentro e fora do templo, em volta de todas as paredes internas e externas, estavam pintados querubins e palmeiras. Havia uma palmeira no meio de cada dois querubins. Cada querubim apresentava duas faces: Para o lado de uma palmeira mostrava rosto humano e para o lado da outra palmeira mostrava rosto de leão, e assim por diante, ao redor de todo o templo” (Ezequiel 41,17-19).
Autor: Paulo Leitão de Gregório, ex-pastor protestante.

Brasil quase socialista.

54Não sei nem como começar este artigo pois falarei de um assunto que me causa náuseas, o socialismo assassino. Eu nasci em 1991 quando aparentemente o terreno comunista era derrubado, em meados da queda do muro de Berlim, às vésperas da dissolução da União Soviética, ou seja, não vivi o socialismo, não conheço a não ser pelo o que eu estudei; tudo o que eu li, desde Marx, Lenin, Gramsci a Olavo de Carvalho, Rodrigo Constantino, tudo me levou a crer que o socialismo não é somente utópico como dizem, mas sim assassino, eu não consigo lembrar-me, nem sequer reconhecer um socialismo que não tenha deixado um mar de sangue de inocentes. Segundo o museu global do Comunismo, líderes socialistas deixaram mais de 100 milhões de mortos e na lista destes assassinos está o nosso grande amigo da pátria, Fidel Castro, inocentes a quem era prometido liberdade e igualdade no socialismo, encontraram a morte.

56Ontem conversando com Maria no programa Liga dos Blogueiros católicos, uma mulher que mora na Venezuela recém tomada pelo socialismo, nos dizia o horror que é estar em um governo socialista opressor. Segundo Maria não há no país utensílios para higiene básica, como papel higiênico, não existe leite para alimentar as crianças, a inflação é tão alta que não se tem como se programar financeiramente. Ela nos contava que sua mãe, que tem 2 filhas, as quais sustenta ganhando por volta de 150 reais, para sustentá-la, pagar a faculdade da filha e alimentar um lar, sem falar da verdadeira guerra que se trava nas ruas, são policiais usando munições letais contra manifestantes desarmados ( Veja mais aqui no Blog do Felipe Moura), exercito pró Maduro usando de tanques de guerra para atirar contra manifestantes. Não há mais liberdade de imprensa, o governo esta cassando os vistos dos jornalistas da CNN, já são mais de 5 canais tirados do ar pelo governo por mostrarem a realidade das ruas. É esse, meu povo, é esse o Maduro, que o senhor Luis Inácio Lula da Silva em pronunciamento, disse que “seria o melhor para o povo Venezuelano” (Veja aqui) é este governo que em nota Oficial o PT disse que o governo deve reprimir os manifestantes violentos, ora violentos? Todas as fotos e vídeos que registram as manifestações não se encontra manifestantes armados, mas sim policiais pró Maduro, MATANDO a rodo.

Estamos caminhando a passos largos para o mesmo caminho da Venezuela, afinal, foi isso que o Lula planejou no Foro de São Paulo, afinal estamos sob um governo Socialista fantasiado momentaneamente de Democrático. O governo Chavista criou planos semelhantes ao Bolsa Família, trouxe médicos cubanos, hoje até mesmo o Exército nacional Venezuelano tem Cubanos infiltrados, isso é simplesmente a mesma coisa que nosso governo esta fazendo, sem tirar e nem pôr. Como partilhava há um tempo com um amigo, eu s55ou totalmente cético à mudança do rumo do Brasil para um outro caminho que não seja o socialismo, isso hoje é eminente, porém é necessário enquanto ainda houver liberdade de votos, tentar fazer algo, eu Pedro Henrique, sem rodeios e sem medo do que possa me ocorrer peço encarecidamente, não votem no PT, vocês estarão dando o último terreno que nos resta para evitarmos o socialismo real. Os sangues dos inocentes está nas mãos dos omissos, não seja você um omisso nesta eleição!

Assista também Eleições 2014 (Liga do Blogueiros Católicos)

Você pode assistir a declaração da Venezuelana clicando aqui. onde ela fala das dificuldades passadas na Venezuela que eu cito no artigo acima.

Autor: Pedro Henrique Alves

Revisora: Brenda Lorene

Biografia Digital:
1OO Milhões de mortes pelo comunismo:

http://www.globalmuseumoncommunism.org

Para citar: ALVES, Pedro Henrique, Brasil quase socialista Pode ser acessado em: https://proecclesiacatholica.wordpress.com/2014/02/24/brasil-quase-socialista/

Direito de Matar? A eutanásia e suas contradições.

51

Nesta quinta-feira foi aprovada na Bélgica a lei que autoriza o assassinato de crianças, a eutanásia (ver a noticia aqui “site Veja”). Antes de começar realmente este artigo, gostaria de adentrar um pouco à Filosofia que nos ajudará a entender o porque realmente de a Igreja tanto dizer não à prática da eutanásia.

Aristóteles na sua obra Metafísica, fez distinção entre várias denominações filosóficas quanto ao significado: “ente” “essência”, “ser50”. ENTE é tudo que existe em quanto real, seja na esfera empírica ou na esfera do pensamento, ESSÊNCIA é o que delimita o ser de um Ente (aquilo o aquele é, por exemplo Cavalo, jumento, hipopótamo e etc.), o SER é o que somos em potência de fazer algo, por exemplo pensar, sentir; existem 3 subdivisões do “SER”.
O ser vegetativo = tudo o que não sente não se move e nem raciocina. 
O ser sensitivo = são os animais por exemplo, eles sentem, porém não raciocinam nem possuem alma. 
O ser Racional = somos nós (pelo menos espero). Nós somos mais dignos por possuirmos a capacidade de raciocinar e evoluir através do intelecto, ou seja, podemos fazer escolhas e não seguir meros instintos, temos a liberdade. Nossa dignidade vem do ser semelhante a Deus no que compete o poder de escolha, amar, sentir compaixão, criação e por ai vai.
Vocês devem estar se perguntando, tá ok Pedro mas IDAI? O QUE ISSO TEM A VER COM O TEMA? Tem a ver com o significado da vida; nós temos uma dignidade que nos foi dada através de Deus que é o poder da escolha, e da liberdade racional, a vida Humana tem valor imensurável, maior valor que os outros seres, o vegetativo e o sensitivo, tanto que ela (a vida humana) é em todas as sociedade, ou pelo menos deveria de ser, o bem mais protegido de todos conjuntos de leis de um Estado, quando vemos leis como da eutanásia sendo colocada como direito, ela se torna contraditória em sua origem, pois o bem maior de um homem é sua vida, e não cabe a nós administradores deste bem ou a nossos familiares dizerem se devemos ou não viver.  Pela Filosofia bem sabemos que o SER só existe porque um outro ser anterior a ele deu a sua existência, e este ser primeiro é Deus, sendo assim a vida e a dignidade 52de alguém não esta fundada em suas diretrizes de escolha, nem em votos democráticos, mas antes está na esfera da Lei natural imutável, pois a vida não é propriedade sua nem minha, só quem te deu pode tirá-la. Sendo assim, a eutanásia é assassinato e ponto final, seus argumentos caem no mínimo de filosofia possível, tentar justificar sua prática é por panos quentes em cima de matanças.
No dia que matar for objeto de direito, o que me dará o autoridade de dizer que um assassino é passível de prisão ou menos digno de liberdade que eu, sendo que, debaixo dos panos eu mato também diretamente ou indiretamente? A essência do assassinato é matar, e isso é imutável, não importa se está em estado terminal ou não, não é justificável o sofrimento nem deficiências, se não for assim, abriremos brechas maiores para que a morte não seja mais algo mau, e sim um direito de escolha, invertendo os valores reais, ousando tornar democrático o sentido de verdade, e assim, logo estaremos matando os velhos que não derem lucros ao Estado, os Índios e etc. Mudando apenas nominalmente o que hoje concebemos como assassinar não mudará a essência do ato matar. Não podemos fazer justiça partindo de princípio mal. Se as leis que são feitas para a proteção da sociedade se basearem no mal agir, a justiça perderá sua definição, foi o que aconteceu na Bélgica, também na Holanda e entre os países que aceitam a eutanásia.
 
No catecismo: Sejam quais forem os motivos e os meios, a eutanásia direta consiste em pôr fim à vida de pessoas deficientes, doentes ou moribundas. É moralmente inadmissível.
Assim uma ação ou uma omissão que, em si ou na intenção, gera a morte a fim de suprimir a dor, constitui em assassinato gravemente contrário à dignidade da pessoas humanas e ao respeito pelo Deus vivo, seu Criador. O erro de juízo no qual se pode ter caído de boa-fé, não muda a natureza deste ato assassino, que sempre deve ser condenado e excluído.
Paragrafo: 2277
 
Autor: Pedro Henrique Alves
Revisora: Brenda Lorene

Para Citar: ALVES, Pedro Henrique, Direito de Matar? A eutanásia e suas contradições. acesse em: https://proecclesiacatholica.wordpress.com/2014/02/15/direito-de-mat…s-contradicoes/

Direitos desumanos.

46Que nós vivemos em uma era onde os sentimentos ganharam caráter de guia de escolhas concretas isso não é espanto a ninguém, porém, esquecemos que em uma sociedade evoluída baseamos nossas escolhas na Razão, principalmente as escolhas que concerne à política e o senso comum. A razão é um instrumento indispensável, pois é onde chegamos em um consenso que não se baseia em mitos ou achismos mas sim em uma posição sólida sobre um tema proposto.

Vocês devem estar se interrogando, “Tudo bem Pedro, mas o que isso tem a ver com o tema: direitos desumanos que o título propõe?” OK, vamos lá. Os direitos humanos presidido aqui no Brasil pela senhora Maria do Rosário, está imbuída de colocar os extremos no lugar correto, quando alguns órgãos que deveriam promover a segurança e a paz à sociedade atingem o limite do inaceitável, partindo para a esfera do terror psicológico ou físico. Porém o que está acontecendo realmente que esta secretaria dos direitos humanos está é desumanizando a reflexão básica antropológica; estão tirando as vestes dos 47cidadãos de bem para vestir os bandidos, estão dando mais direitos a canalhas usurpadores de liberdade social e privando o senso de justiça das pessoas que andam na linha, fazendo até me questionar: até que ponto é favorável na esfera jurídica atual ser um homem de boa conduta no Brasil? Sim, é um questionamento sincero. Quando na semana passada os meios de comunicação deram a notícia do bandido adolescente preso por cidadãos que cansados de ser roubados por ele em um poste com um cadeado de bicicleta, fizeram um estardalhaço, com discursos humanísticos, mas o que a sociedade fez naquele dia foi aquilo que a justiça medíocre deste país não faz. Hoje pais de família são mortos, mães estupradas, cidadãos são retirados de seus aposentos por animais de conduta fétida e o que vemos dia e noite é um país que prioriza a bandidagem, prioriza o desrespeito e a desmoralização de seus órgãos de defesa, a polícia que a malha protetora da sociedade é pintada como opressora, seus agentes ganham remunerações infâmias e mesmo assim colocam suas vidas em risco por cidadãos que se apegaram aos discursos anarquistas de que: “Quem precisa de polícia?”. Enfim, quando apareceu o garoto preso ao poste as diretrizes humanistas se doeram como se estivessem cravando em seus peitos um punhal, mas eu questiono a vocês em um país que não te da segurança alguma que os bandidos estão presos e afastados da sociedade, em um país onde as leis os favorecem, qual deve ser a atitude dos cidadãos? Continuar apanhando e se conformar com isso? Olha, creio que todos até os mais santos, não tenham sangue de barata, depois de você ser roubado duas ou três vezes, ser sequestrado, ver notícias horríveis todos os dias, chega um momento em que a logica simples entra em Jogo, “Não posso mais continuar apanhando”, extinto de defesa. Não estou dizendo eu que os cidadãos devem fazer justiça com as próprias mãos, mas sim dizendo que é mais do que justificável esta atitude do povo cansado de pagar seus impostos ensinar o bem e o governo favorecer os maus.

48Enquanto isso os direitos humanos chora suas pitangas por estes homens que matam, roubam, e usurpam direitos básicos do povo brasileiro; não que eu não seja a favor da recuperação e futuramente a integração sadia deles na sociedade, mas sou a favor do bom senso em que o povo deve ser ensinado a não errar e não a aproveitar segundas chances, devem ser coibidos por leis que realmente punem e não favorecidos por elas. Creio sim que devem ser tratados como seres humanos e sem faltar com eles o respeito inerente a qualquer homem de direitos, porém deve ser levado em conta que ao praticar seus crimes automaticamente eles assinam o contrato que abrem mão de suas liberdades, ao ponto que órgão nenhum deve e nem pode justificá-los com sentimentalismos baratos. Por isso estou de pleno acordo com Rachel Sheherazade, está com dó? Leve para casa.

Autor: Pedro Henrique Alves

Revisora: Pâmela Hervatin

Para citar: ALVES, Pedro Henrique, Direitos desumanos, acesse: https://proecclesiacatholica.wordpress.com/2014/02/13/direitos-desumanos/

Por que a Igreja condena o Espiritismo?

Imagem
LINK DO VÍDEO:  http://www.youtube.com/watch?v=WtWIfXOIsVU )

Segundo a Federação Espírita do Brasil, o “espiritismo é o conjunto de princípios e de leis,revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita”. A revelação é por eles obtida pela invocação dos mortos, cujos espíritos seriam aqueles mencionados na definição. Esta é só a primeira das muitas incompatibilidades existentes entre o espiritismo e o cristianismo.

De forma prática, um espírita não pode ser considerado cristão pois não crê nas verdades básicas do Cristianismo. Basta observar rapidamente os princípios que o regem para perceber a enorme diferença entre ambos.

A Sagrada Escritura, para eles, é um documento histórico que contém aspectos de verdade. Um livro cujo conteúdo moral deve ser seguido. A Palavra de Deus, para os católicos, é uma pessoa. É Jesus Cristo, que se fez carne e habitou entre nós. A Bíblia é uma forma de transmitir e receber a presença da pessoa que é Jesus. Ele é a Revelação do Pai. É o centro, o cume e o ápice da revelação divina, pois é o próprio Deus.

Da mesma forma, os católicos creem que Jesus Cristo é Deus Encarnado. A segunda pessoa da Santíssima Trindade. O homem não poderia, por sua própria capacidade, alcançar Deus, ir até Ele. Assim, em sua infinita bondade e misericórdia, Deus se fez homem e habitou entre nós, na pessoa de Jesus Cristo.

A Igreja, para os católicos, é o Corpo de Cristo. Jesus é a cabeça e a Igreja é o seu corpo vivo inserido na história. Para estar em plena sintonia com Cristo é preciso ser membro da Igreja. Assim, o Cristianismo não é apenas uma doutrina, mas um acontecimento, pois o próprio Deus encarnado irrompe na história temporal e se encontra com o homem.

Além disso, Jesus Cristo é o Salvador. A sua morte na Cruz significa a redenção. Nas religiões pagãs é o próprio homem quem se salva; por isso, o espiritismo pode ser encaixado como pagão, ao pregar a reencarnação.

Trata-se de um outro mundo, completamente diferente. O espiritismo é o avesso do cristianismo. Não é possível ser católico e espírita, pois estes últimos não são cristãos, eles não acreditam que Jesus seja Deus, que Ele morreu e ressuscitou, que é o Salvador do mundo, não acreditam na Igreja, nos sacramentos, nos demônios – que para eles seriam apenas almas desencarnadas num estágio inferior -, nem nos anjos – que seriam apenas almas desencarnadas num estágio superior -, nem mesmo na intercessão dos santos, nem num lugar de destaque onde estão os santos e santas de Deus. Enfim, é tudo muito diferente.

Se é assim, por que tantos espíritas se dizem católicos? Por desonestidade dos dirigentes, os quais usam a propaganda de que não há incompatibilidade para ‘pescar’ católicos ingênuos e mal formados.

Seria muito salutar para ambos os lados se fosse informada a realidade pungente de que existe sim uma profunda e irremediável incompatibilidade entre o espiritismo e o catolicismo, pois são religiões em tudo diferentes e que não é possível pertencer às duas.

Postado por: Rafael Mant
FONTE:  http://padrepauloricardo.org/

“Pecadores sim, traidores não.” Papa Fala da Graça que é morrer na Igreja.

dadb0-6109 O Papa Francisco celebrou a missa na manhã desta quinta-feira, na Casa Santa Marta, no Vaticano, e em sua homilia refletiu sobre o mistério da morte. O Santo Padre convidou os fiéis a pedirem a Deus três graças: a graça de morrer na Igreja, morrer na esperança e morrer deixando como herança o testemunho cristão.

Comentando a primeira leitura da liturgia de hoje que fala sobre a morte de Davi depois de uma vida a serviço de seu povo, Francisco sublinhou que Davi morreu “no seio de seu povo”. Ele viveu até a morte “a sua pertença ao Povo de Deus. Ele pecou. Ele mesmo se diz pecador, mas nunca abandonou o Povo de Deus”, sublinhou o Santo Padre que acrescentou:

“Pecador sim, traidor não! Esta é uma graça: permanecer até o fim com o Povo de Deus. Ter a graça de morrer no seio da Igreja, bem no meio do Povo de Deus. Este é o primeiro ponto que eu gostaria de enfatizar. Temos de pedir a graça também para nós de morrer em casa. Morrer em casa, na Igreja. Esta é uma graça e não se compra! É um presente de Deus e devemos pedi-lo: Senhor, dá-me a graça de morrer em casa, na Igreja! Somos todos pecadores, mas não traidores e nem corruptos! Sempre dentro da Igreja e a Igreja é tão mãe que nos quer também muitas vezes sujos, mas na Igreja que nos limpa, que é mãe.”

No segundo ponto, o Papa destaca a figura de Davi que morre “tranquilo, em paz, sereno” na certeza de ir ao encontro de seus pais do outro lado. Esta é outra graça: a graça de morrer na esperança, na consciência de que do outro lado alguém nos espera, que do outro lado a casa e a família continuam e não estaremos sozinhos. Esta é uma graça que devemos pedir, pois nos últimos momentos da existência a vida é uma luta e o espírito do mal quer o seu prêmio:

“Santa Teresa do Menino Jesus dizia que nos últimos tempos, em sua alma havia uma luta e quando ela pensava no futuro, no que a esperava depois da morte, no céu, sentia uma voz que lhe dizia: Não! Não seja boba a escuridão te espera. O vazio te espera! É a voz do diabo, do demônio que queria que ela não confiasse em Deus. Morrer na esperança e morrer confiando-se a Deus! Devemos pedir esta graça. O confiar-se a Deus começa agora nas pequenas coisas da vida e nos grandes problemas. Confiar-se ao Senhor sempre! Assim, aprendemos este hábito de nos entregar ao Senhor e aumenta a esperança. Morrer em casa, morrer na esperança.”

A terceira reflexão é sobre a herança deixada por Davi. “Acontecem muitos escândalos por causa de herança. Escândalos nas famílias que se dividem”, disse o Papa. “Davi deixa como herança 40 anos de governo e um povo consolidado, forte. Um dito popular afirma que todo ser humano deve ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro. Esta é a melhor herança”, sublinhou ainda Francisco.

O Santo Padre convidou a se perguntar: “Que herança eu deixarei para aqueles que virão depois de mim? Uma herança de vida? Fiz tanto bem que as pessoas me vêem com pai ou como mãe? Plantei uma árvore? Doei a vida, a sabedoria? Escrevi um livro? Davi deixa esta herança a seu filho, dizendo-lhe: “Seja forte e comporte-se como homem. Cumpra as ordens do Senhor seu Deus, andando pelos caminhos dele e observando seus estatutos!”

“Esta é a herança. É o nosso testemunho de cristãos que deixamos aos outros. Alguns deixam uma grande herança. Pensemos nos Santos que viveram o Evangelho radicalmente, que nos deixam como herança um caminho de vida e uma maneira de viver. Eis as três coisas que surgiram em meu coração na leitura deste trecho da Bíblia sobre a morte de Davi: pedir a graça de morrer em casa, morrer na Igreja. Pedir a graça de morrer na esperança e com esperança, e pedir a graça de deixar uma boa herança, uma herança humana, uma herança construída com o testemunho de nossa vida cristã. Que São Davi nos conceda estas três graças.” (MJ)

Fonte: Rádio Vaticana

ONU e a Hipocrisia.

43Neste novo capítulo de piadas desconcertantes vamos contar a história da ONU, organização que acusa o Vaticano de encobertar a pedofilia dentro da Igreja, mas promove a promiscuidade, aborto, eutanásia e outros horrores socialmente aceitos. Nesta semana a ONU através de um relatório frouxo e sem embasamento, cobra atitude da Santa sé perante os casos de abusos de crianças por parte de membro do clero, porém, nem se quer citou de longe as explicações e provas que o Cardeal representante da Santa Sé Arcebispo Silvano Tomasi deu no mês passado em audiência geral. como diz o Arcebispo: “Parece que o relatório já estava pronto antes de que a Santa Sé desse suas explicações”. No relatório a ONU se acha no direito de pedir que a Igreja mudasse sua doutrina em questões da Homossexualidade e contracepção, coisa que bem sabemos não irá acontecer; Mas o fato que mais choca é o seguinte: quando vemos uma organização com o peso da ONU cobrar explicações e mudanças perante os casos comprovados de abusos, aceitamos de bom grado, porém quando esta mesma organização financia empresas como Instituto Kinsey que em seus relatórios chega ao absurdo de afirmar que em 95% dos casos, homens têm relações sexuais com crianças, (Não sei de onde vêm tais números, mas…) Então segundo Kinsey a pedofilia haveria de ser considerado algo normal na sociedade. Esta empresa a qual acima eu cito entrou para a gama de empresas sodomitas que a ONU tem como empresa de consultas e usa como base para suas investiduras contra a Moral.

É fato que a Igreja não cruzou os braços perante os abusos contra as crianças, fato esse que a “Veja” noticiou que de 2011 a 2012 já tinham sido expulsos mais de 400 sacerdotes acusados de tal perversão, sendo 300 em 2011 e 100 em 2013, sem falar dos tratamentos oferecidos para recuperação das vítimas que a Igreja vem oferecendo. E não é nada coerente cobrar do Vaticano atitudes enérgicas para proteção de Crianças sendo eu ela mesma através de empresas promotoras do aborto escondem suas chacinas de bebês 45por todo o mundo, empresas como Fundações MacArthur, Rockefeller e Ford que financiam ONG’S brasileiras para promoção do aborto estão intimamente ligadas aos interesses da OMS que é uma agência da ONU; OMS, aliás, que lançou uma cartilha para educação sexual infantil, que tem a ousadia de interferir no como os pais irão educar seus filhos sexualmente. Em sua cartilha, ensina aos pais a falarem sobre o “GOZO” com suas crianças, incitando elas a se masturbarem ainda quando criança, e depois dizendo que é bom e lícito as relações homossexuais e que estas mesmas devem ser ensinadas as crianças. Agora me digam se uma organização que promove a promiscuidade deste nível, que financia um instituto (Kinsey) que promove o estupro e a pedofilia, e sem falar da questão do aborto com este nível de moralidade pode cobrar algo de uma Instituição que é o único porto seguro mundial em questões de ensinamentos morais? A Igreja Católica continua sendo praticamente a única organização que perante as pressões mundiais de afrouxamento moral, se mantém firme e inabalável nas suas bases de concepção de fé e de Moral, uma organização como a ONU que é acusada de encobrir abusos sexuais em terreno de guerra por parte de seus agentes, se esvazia do direito de cobrar coisas que nem ela mesma faz.

03A ONU deveria cuidar primeiro da sua grama antes de reclamar da grama do vizinho, sem falar que esconder fatos é burrice, e como fazer para esconder a ação eminente do Vaticano contra a pedofilia, é óbvio que por trás de tudo isso está os interesses políticos e a desmoralização da Igreja, afinal ela é a última pedra no sapato da ONU e se esta pedra for tirada, aí sim veremos o prostibulo que o mundo ira virar. E não estou exagerando. Acima eu citei casos documentalmente comprovados e deixarei os links para serem acessados logo abaixo… Contra fatos, não há argumentos.

Bibliografia Digital:

instituto Kinsey:

http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/14883-pedofilia-onu-concede-credencial-ao-instituto-kinsey.html

Vaticano responde ao relatório da ONU:

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/02/relatorio-da-onu-sobre-abusos-e-distorcido-e-injusto-diz-vaticano.html

http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/vaticano-ja-expulsou-400-padres-por-denuncias-de-pedofilia

Empresas Financiadora do Aborto:

http://www.midiasemmascara.org/artigos/aborto/12840-jogos-de-aborto-entre-brasil-e-onu.html

Cartilha de educação sexual para crianças da ONU:

http://www.madridsalud.es/publicaciones/OtrasPublicaciones/standars_de_calidad_de_la_educacion_sexual_en_europa_traducido_12nov.pdf

Autor: Pedro Henrique

Revisora: Pâmela Hervatin

Para Citar: ALVES, Pedro Henrique, ONU e a Hipocrisia, pode ser acessado em: https://proecclesiacatholica.wordpress.com/2014/02/06/onu-e-a-hipocrisia/